Norte quer outras audiências

Por a 28 de Janeiro de 2000

Empresários da rádio e dirigentes políticos estão a investir num estudo á sua medida

Um grupo de administradores de rádios e de dirigentes políticos do Litoral Norte estão empenhados em levar a cabo um estudo de audiências de rádio orientado para aquela região do país. Para conceber o modelo teórico sobre o qual deverá ser implementado o estudo, este grupo de responsáveis – cuja identidade não foi possível apurar até á hora de fecho desta edição – contactou o Centro de Estatística da Universidade Lusíada do Porto. O director dessa unidade, Paulo Morais, confirmou que o estudo já está em curso. Neste momento, um grupo de trabalho do Centro de Estatística da Lusíada está a definir questões como o universo estatístico, a amostragem e todos os aspectos logísticos sobre os quais deverá posteriormente assentar o referido estudo de audiências de rádio. As rádios do Litoral Norte tentam assim encontrar uma solução para o facto de raramente surgirem mencionadas nos relatórios da Marktest. Isto, depois da desilusão que foi, para muitos protagonistas do sector, o relatório que a Marktest apresentou no Verão passado sobre as rádios locais. O estudo foi solicitado, ainda em 1998, pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e pela Portugal Telecom, tendo posteriormente transitado para a alçada da Associação Portuguesa de Radiodifusão (APR).

Deixe aqui o seu comentário