“A Capital” de António Matos

Por a 26 de Novembro de 1999

Uma nova empresa, dirigida por António Matos, visa a compra de “A Capital” ao grupo Balsemão

O grupo Balsemão decidiu deixar “A Capital” nas mãos do seu director, António Matos. Mário Lopes, administrador executivo do jornal “Expresso” e gerente de “A Capital”, diz que foi estabelecido um «acordo de princípio e agora estamos a negociar detalhes». Os contornos do negócio pressupõem a compra da publicação ao grupo Balsemão, mas o negócio só estará definido no final do ano. Para já, sabe-se que será constituída outra empresa – em substituição da Medipress, empresa do grupo Balsemão – que vai ser dirigida por António Matos. A constituição da nova empresa visa a aquisição do vespertino ao grupo, pelo que António Matos procura já parcerias, nomeadamente no estrangeiro. Quando, no passado Verão, “A Capital” foi alvo de remodelação gráfica – tendo António Matos assumido a direcção – «havia dois objectivos definidos: modernizar o jornal e traçar uma estratégia editorial mais correcta e estancar a queda de vendas que ocorria há cerca de cinco anos», explica Mário Lopes. E embora as vendas tenham subido ligeiramente, o facto é que o desinvestimento do grupo Balsemão em “A Capital” «foi a melhor opção encontrada para garantir a existência e a continuação do jornal», acrescenta. Neste momento, «existe uma verba em negociação que permite garantir a continuidade de “A Capital”. Uma verba que tem como objectivo poder garantir á nova empresa um fundo de maneio para cumprimento das suas responsabilidades perante os cerca de cem trabalhadores do jornal», refere Mário Lopes. Em relação ao grupo Balsemão, Mário Lopes destaca que «existem negócios em perspectiva, mas não iremos ser concorrentes de “A Capital”».

Deixe aqui o seu comentário