SIC mostra como espera “manter o pé no acelerador”

Por a 10 de Setembro de 2019
IMG_2597

Francisco Pedro Balsemão, CEO da Impresa

Num ambiente dominado pela celebração da liderança conquistada à TVI, a SIC anunciou as suas apostas para uma nova temporada marcada por vários regressos. Entre as principais novidades, há um novo formato apresentado por João Manzarra e o alargamento do Polígrafo a formato diário até às eleições legislativas. Mais do que as novidades da estação de Paço de Arcos, a tónica esteve na liderança alcançada pelo canal, que, nas palavras de Francisco Pedro Balsemão, veio confirmar que “esta é a SIC certa”.

“Há quem tenha tentado retirar o nosso mérito afirmando que é mais difícil manter uma liderança de que alcançá-la”, referiu o CEO da Impresa, salientando as “decisões difíceis” e os riscos assumidos pela estação. “A SIC não se coibiu de arriscar, arriscámos num formato em que habitualmente não o fazíamos, o reality, reformulámos as manhãs e as tardes, o fim-de-semana”, enumerou Francisco Pedro Balsemão, lembrando que foi há apenas um ano atrás que as mudanças começaram a ganhar forma. “Tudo isto demora tempo e nós fizémo-lo em 12 meses, ninguém nos tira essa mérito”, afirmou, frisando que “a SIC é líder incontestável e esta liderança fica-nos muito bem”.

Com a nova temporada em vista, Francisco Pedro Balsemão chamou a atenção de que agora “temos de ter a noção de que é preciso trabalhar, manter o pé no acelerador, continuar a investir em ter as melhores pessoas connosco, os melhores profissionais, manter a qualidade, continuar a inovar para manter o que alcançámos e aproveitar o momento para crescer, com cada vez mais brio e sempre com a confiança e respeito dos espectadores”.

Sem surpresa, o regresso de formatos que contribuíram para a liderança foi confirmado, desde o regresso do reality show Casados à Primeira Vista à “temporada final” de Golpe de Sorte, produzida pela Coral. Na ficção, estreou esta segunda-feira a novela Nazaré e foi anunciada mais uma produção da SP Televisão para a estação de Paço de Arcos: Terra Brava, protagonizada por Mariana Monteiro e João Catarré. Ainda no entretenimento, o destaque vai para o regresso à antena de João Manzarra, que assumirá o formato Árvore dos Desejos, em que crianças são desafiadas a escolher a concretização de um desejo mas não para elas próprias e sim para alguém que considerem especial.

Na informação, além do regressos de Vidas Suspensas, as principais novidades dizem respeito ao período pré-eleitoral, com um novo espaço de comentário político com Francisco Louça e José Miguel Júdice, embora o maior destaque vá para um especial do formato de fact-checking em parceria com o Polígrafo, que passará de semanal a diário a partir do próximo dia 17 de Setembro. Até às eleições, o Polígrafo SIC será emitido de segunda a sexta-feira, acompanhando toda a campanha eleitoral, verificando factos, polémicas e contradições da campanha, bem como quais as promessas que foram feitas e cumpridas e analisando os programas dos partidos.

Deixe aqui o seu comentário