Sana Hotels garantem que não sabiam que iam acolher reunião da extrema-direita

Por a 13 de Agosto de 2019

sala sanaA cadeia de hotéis Sana emitiu um comunicado em português e inglês em que assegura que desconhecia que um dos seus hotéis, em Lisboa, ia acolher este sábado um encontro de extrema-direita europeia numa das suas salas. De acordo com o jornal Público a reunião, onde se fez a saudação nazi, contou com a participação de 70 pessoas. Inicialmente estava previsto que o encontro decorresse no Altis Belém, mas a cadeia hoteleira cancelou a reserva.
“As unidades hoteleiras Sana recebem diariamente reuniões e eventos organizados por empresas e outras entidades oriundas de todo o mundo, sendo os respectivos temas e agendas alheios à Sana Hotels e, em alguns casos – como o da reunião que teve lugar no passado da 10 de Agosto no Sana Lisboa –, inteiramente desconhecidos da direcção do hotel e da Sana Hotels”, refere a cadeia hoteleira em comunicado, onde é assegurado que “a Sana Hotels respeita e promove a diversidade, a não discriminação e a cidadania”.
Desde sábado que vários cidadãos têm usado as páginas de Facebook da empresa para denunciar a realização da reunião. A página dos Sana Hotels, por exemplo, apresenta agora uma classificação de 1,9 estrelas (em cinco). Já na do hotel Sana Lisboa surge uma classificação de 3,8 estrelas (em cinco), sendo que a página deixou de permitir escrever recomendações. Para se ter uma ideia, no Booking, onde só é possível avaliar o hotel caso se fique hospedado, a unidade hoteleira Sana Lisboa apresenta uma classificação de 9,2 pontos (em dez).

Deixe aqui o seu comentário