Dívida de 750 milhões dita liquidação “irreversível” da Controlinveste

Por a 23 de Julho de 2019

Joaquim OliveiraCom uma dívida de 753,6 milhões de euros e activos de apenas 153 mil euros, a liquidação da Controlinveste SGPS, detida por Joaquim Oliveira, é “irreversível”. A informação é avançada pelo Jorna de Negócios, que cita o relatório de insolvência da empresa cujos maiores credores são o Novo Banco e o BCP já que têm prioridade face à Olivedesportos, credor subordinado por ser detida também por Joaquim Oliveira.

De acordo com o relatório, face à ausência de proposta de plano de recuperação por parte da empresa e dos seus principais credores, o administrador da insolvência, Jorge Calvete, avançou com a proposta de “encerramento imediato”, “liquidação do activo (recuperação de impostos)” e a “cessação de actividade em sede de IRC e IVA”. A dívida da Controlinveste é atribuída ao registo de passivos das empresas participadas pelo gestor (Controlinveste Media, Olivedesportos e Gripcom).

Deixe aqui o seu comentário