Recurso em caso de violação leva TVI a dispensar Pedro Proença

Por a 12 de Abril de 2019

Pedro ProençaPedro Proença, advogado que tem ocupado espaços de comentário nos canais da TVI nos últimos quatro anos, foi dispensado “com efeitos imediatos” na sequência de um processo de recurso num caso de violação. Em causa está um pedido de recurso apresentado pelo advogado que ocupava espaços de comentário dos programas Prolongamento (TVI24) e A Tarde é Sua (TVI) na defesa de um constituinte seu que foi condenado a oito anos de prisão pelo crime de violação da sua filha, sustentado numa argumentação que questiona a isenção da juíza pelo facto de ser mulher e mãe.

“As razões evocadas pela defesa são contrárias aos valores e princípios que orientam a TVI na abordagem a um dos problemas mais sensíveis e gritantes da nossa sociedade: a violência doméstica. Porque assentam numa discriminação inaceitável, da condição de mulher e de mãe, que no entender do criminoso e do seu advogado compromete a isenção da juíza”, justifica a estação de Queluz num comunicado emitido esta sexta-feira e onde anuncia que “a direcção de informação e a direcção de programas da TVI dispensam, com efeitos imediatos, toda e qualquer colaboração de Pedro Proença”.

A estação esclarece que “não está em causa a liberdade do exercício da profissão que cada um escolhe” nem “o facto de qualquer cidadão ter evidentemente o direito à sua defesa”, contudo, “também não abdicamos da nossa própria liberdade editorial e da responsabilidade social que lhe está inerente”. “Ao dispensá-lo do seu espaço de comentário semanal no programa Prolongamento da TVI24 e das presenças regulares do programa A Tarde é Sua no canal principal, as direcções de informação e de programas da TVI estão a dar um sinal inequívoco: a recusa de, nesta ou em qualquer outra circunstância, permitir que as suas antenas promovam colaboradores que se vinculem a princípios que repudiamos e consideramos nocivos à sociedade que queremos”.

Deixe aqui o seu comentário