Afonso Camões passa a administrador do Global Media Group

Por a 24 de Abril de 2019
Afonso Camões diretor-geral de conteúdos do Global Media Group

Afonso Camões

Afonso Camões, desde Setembro director-geral de conteúdos do Global Media Group, foi hoje cooptado vogal do Conselho de Administração e também da Comissão Executiva (CE) do grupo.  A Comissão Executiva passa assim, e por agora, a ser composta pelo ex-director do Jornal de Notícias e por Guilherme Pinheiro, desde Setembro CFO do grupo. Victor Ribeiro, CEO desde 2014, apresentou a demissão nas últimas semanas, decisão que foi tornada publica na última terça-feira, e deixará o grupo no final deste mês.  No comunicado interno enviado pelo Conselho de Administração (CA), ao qual o M&P teve acesso, apenas é dito que o CA, em reunião tida hoje, deliberou proceder à cooptação de Afonso Camões como vogal dos dois órgãos de gestão, mantendo “as funções que vinha desempenhando até à data”.
Por decidir estará o nome do novo CEO  e a altura em que entrará em funções, o que, de acordo com as fontes ouvidas pelo M&P, tanto poderá ser em breve como após iniciado/concluído o processo de reestruturação do grupo, já aprovado pelo CA e que terá sido viabilizado pela banca.
Nos últimos meses, recorde-se, Paulo Rego, que entrou para o CA e CE em Novembro de 2017, como representante do KNJ, novo accionista,  deixou de integrar a CE.  Em Setembro, Maria Teresa da Graça, CFO desde 2014, foi substituída por Guilherme Pinheiro e a saída de Victor Ribeiro foi conhecida este mês.  Já em Abril do ano passado foi José Carlos Lourenço, até então e desde 2014 COO do grupo, a demitir-se.
Recorde-se que a entrada do grupo macaense KNJ no capital do Global Media Group foi concretizada em Novembro de 2017, altura em que foi reconduzida a Comissão Executiva.  Na altura foi também oficializado que as participações de Luís Montez e de António Mosquito passaram para José Pedro Soeiro, apresentado como “empresário e gestor com participação em empresas portuguesas, angolanas e do Reino Unido”.
Entretanto, e já em Novembro de 2018, Victor Ribeiro admitia, em reunião com o Sindicato dos Jornalistas, que a passagem do DN a semanal não estava a correr como o previsto e que o investimento nos novos projectos, nomeadamente na área de gaming e gambling com uma plataforma de jogos e apostas online ou o lançamento do projecto de vídeo V Digital, ainda não teriam trazido retorno.
Até ao momento não foi possível obter nenhum comentário do Global Media Group.

Deixe aqui o seu comentário