The New York Times aponta a 10 milhões de assinantes até 2025

Por a 6 de Fevereiro de 2019

NYTCaso de sucesso a nível mundial no que diz respeito ao volume de subscrições, o The New York Times encerrou 2018 com 4,3 milhões de assinantes e tem uma nova meta: alcançar os 10 milhões até 2025. O objectivo foi traçado esta quarta-feira durante a apresentação dos resultados da New York Times Company relativos ao último ano, com as contas de 2018 a fecharem com lucros operacionais a rondar os 190 milhões de dólares, valor que traduz um crescimento de 7,7% face ao ano de 2017. Performance que não é alheia aos resultados que o título norte-americano tem alcançado ao nível da sua política de subscrições.

Actualmente com 4,3 milhões de assinantes entre as edições impressa e digital, o grupo New York Times Company viu a sua base de subscritores digitais crescer 18% comparativamente ao ano anterior, totalizando 3,3 milhões de assinantes pagos entre produtos como a versão digital do diário, palavras cruzadas, aplicações de gastronomia, entre outros, responsáveis por receitas na ordem dos 400 milhões de dólares. A isso somam-se 259 milhões de dólares oriundos da publicidade digital, um crescimento de 8,6%, que coloca as receitas digitais na fasquia dos 709 milhões de dólares e em níveis acima do esperado. “Isto significa que em apenas três anos já atingimos três quartos da nossa meta a cinco anos para duplicar as receitas digitais, para 800 milhões de dólares até 2020”, afirmou Mark Thompson, CEO da New York Times Company.

A publicidade digital teve, aliás, um marco importante no último trimestre de 2018 já que, ao atingir os 103 milhões de dólares, superou pela primeira vez as receitas da publicidade impressa, fixadas nos 88 milhões de dólares após uma quebra de 10% face ao trimestre homólogo em 2017.

Deixe aqui o seu comentário