Já não são apenas as fake news. É preciso estar atento às deep fake

Por a 6 de Novembro de 2018

Ann WS“Neste momento, as fake news são quase old news. Toda a gente sabe que existem. O que está a chegar são as chamadas deep fake, material áudio e vídeo falso, mas que é tão verdadeiro que não se consegue detectar”, disse à agência Lusa Ann Mettler, responsável do Centro de Estratégia Política da Comissão Europeia,
A responsável esteve em Lisboa para participar na Web Summit. Ann Mettler referiu que o fenómeno fake news está tão disseminado que nos Estados Unidos por cada notícia verdadeira é divulgada uma falsa. Na Europa, a proporção de uma notícia falsa por cada quatro ou cinco verdadeiras, mas a responsável europeia lembra que é preciso estar preparado para a próxima grande ameaça, o designado fenómeno deep fake.
“Podemos ter um político famoso a dizer e a fazer coisas que nunca fez e isso pode ser muito perigoso, porque online as coisas tornam-se virais em minutos. É algo para o qual temos de estar preparados”, ilustrou, citada pela Lusa. A responsável considerou “urgente” o desenvolvimento de tecnologia que permita fazer essa monitorização.

Deixe aqui o seu comentário