Paulo Dentinho vai ser substituído na direcção de informação da RTP

Por a 11 de Outubro de 2018

Paulo DentinhoA RTP terá um novo director de informação nos próximos dias depois de Paulo Dentinho ter colocado o seu lugar à disposição, disponibilidade que foi aceite pela administração da estação pública liderada por Gonçalo Reis. A informação foi avançada pelo jornal Público, que adianta que a substituição do director de informação da RTP deverá acontecer dentro de poucos dias, estando em curso o processo de escolha do nome que terá ainda de ser submetido a aprovação por parte da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC). Na origem da saída de Paulo Dentinho estão os posts publicados pelo jornalista nas suas redes sociais nos últimos dias sobre violações, aludindo ao caso Cristiano Ronaldo, e que geraram indignação e críticas na estação pública.

Nos posts, que acabaram por ser apagados pelo profissional, Paulo Dentinho utilizava linguagem forte para criticar “homens que violam mulheres”, dizendo haver “violadas de primeira, de segunda categoria e de terceira”, dependendo do “estatuto”. Apesar de não referirem os nomes de Cristiano Ronaldo e de Kathryn Mayorga, os posts foram entendidos como uma tomada de posição pública por parte do director de informação, algo que não é permitido pelo Código de Ética Jornalística da RTP, onde se estabelece que os profissionais de informação da estação “não devem proferir publicamente ofensas pessoais ou manifestar expressão pública de indignação noutros órgãos de comunicação ou nas redes sociais mesmo que fora do seu período profissional”.

Uma proibição que é apontada como inconstitucional por um parecer entregue ao Conselho de Redacção por dois juristas, que não foram identificados a pedido dos próprios. De acordo com este parecer, que está a ser questionado por parte dos profissionais da RTP, o Código de Ética Jornalística da estação “é, no mínimo, nulo e, no máximo, viola de forma aberta as liberdades fundamentais estabelecidas na Constituição da República Portuguesa”.

Deixe aqui o seu comentário