Luís Marques está na Leo Burnett de Chicago e já tem dois leões (com vídeo)

Por a 21 de Junho de 2018

Luis Marques_ACD_BurnettChicagoO criativo português Luís Marques já soma, até ao momento, dois bronzes em Cannes graças ao projecto Specimens Monologues desenvolvido na Leo Burnett de Chicago para o The Field Museum. O projecto obteve um leão de bronze em Outdoor e outro de bronze em Entertainment. É ainda finalista em Direct.
“O museu queria aproximar-se dos residentes de Chicago porque a maioria dos seus visitantes são estrangeiros ou turistas. Então, surgiu a ideia de darmos vida às espécies mortas numa das exposições do Field Museum. Convidámos as pessoas a darem as suas vozes e a contar as histórias por detrás das espécies estudadas pelos cientistas. As melhores vozes foram seleccionadas e colocadas num webapp que funcionou como audio tour durante a exposição”, relata o criativo ao M&P.
Luís Marques, que já foi designer gráfico nos jornais A Bola e I, estagiou na Crispin Porter + Bogusky, durante seis meses, em Boulder, no Colorado (EUA). Esteve ainda na TBWA de Amesterdão, até que em 2013 foi para a Leo Burnett de Chicago como director de arte. Passou a director de arte sénior e é, desde Outubro do ano passado, associate creative director da mesma agência. Nos últimos dois anos e meio tem trabalhado as marcas Samsung e The Field Museum.

Deixe aqui o seu comentário