É Apenas Fumaça ganha 80 mil euros para financiar jornalismo e novos formatos

Por a 19 de Abril de 2018

IMG_8495O projecto de jornalismo independente É Apenas Fumaça ganhou um fundo, no valor de 80 mil euros, entregue pela Open Society Foundations, que permitirá lançar novos formatos e contratar profissionalmente parte da equipa que, desde 2016, desenvolve a plataforma digital e o podcast.
“O nosso trabalho jornalístico vai expandir-se para outros formatos, como reportagens, áudio documentários, artigos de opinião e um telejornal semanal. O site também vai ser totalmente renovado”, declara Ricardo Ribeiro, co-fundador e jornalista do É Apenas Fumaça. “Permite montar uma estrutura, mas é na criação de um público que nos ajude regularmente e nos permita ser sustentáveis que apostamos”, prossegue Maria Almeida, co-fundadora e jornalista do É Apenas Fumaça. “O mais importante é manter a independência. Não temos publicidade e até agora só recebíamos donativos dos nossos ouvintes, leitores e espectadores. Candidatamo-nos ao fundo da Open Society Foundations por sabermos que não haveria qualquer interferência editorial”, completa Pedro Santos, jornalista da equipa.
O É Apenas Fumaça foi fundado em Junho de 2016 e já lançou 120 episódios em formato podcast. Cobre temas como direitos humanos, racismo, imigração, discriminação, educação, feminismo, questões LGBT, ambiente, religião ou memória histórica. Um dos trabalhos mais recentes com repercussão consistiu numa entrevista ao ex-primeiro-ministro José Sócrates.
A Open Society Foundations, criada por George Soros, constitui uma rede de mais de 20 fundações, que financia projectos e organizações ligados a questões de justiça, educação, saúde pública ou jornalismo independente.

Deixe aqui o seu comentário