Mais um a sair da agência após acusação de assédio. Agora foi na Wieden & Kennedy - Meios & Publicidade - Meios & Publicidade

Mais um a sair da agência após acusação de assédio. Agora foi na Wieden & Kennedy

Por a 26 de Janeiro de 2018

metooPaul Colman deixou o cargo de chief strategy officer da Wieden & Kennedy Londres. A saída foi confirmada por fonte da empresa, mas a Advertisign Age conta que existia uma queixa de uma colaboradora que acusava Colman de comportamento inadequado. A Wieden & Kennedy declarou, por escrito, que “não tolera assédio de nenhum tipo. Se o assédio ou uma conduta inapropriada é reportado, e se a violação é comprovada, são tomadas medidas. Não comentamos assuntos internos”. Paul Colman estava na agência há nove anos.
Este não é caso único no meio publicitário. No último mês Joe Alexander, criativo da Martin Agency, saiu da agência após uma investigação relacionada com assédio sexual. Também Adam Grohls, responsável pelo desenvolvimento de negócios da SapientRazorfish, foi dispensado por comportamentos misóginos.

Deixe aqui o seu comentário