Estudo: O que os portugueses esperam dos supermercados

Por a 14 de Dezembro de 2017

supermercadoA grande maioria dos portugueses (85%) tem no preço o principal factor de escolha do local onde faz compras, avança o estudo Observatório Shopper Experience, elaborado pela in-Store Media. O conforto e a experiência de compras (77%) e o sortido dos produtos que encontram no supermercado/hipermercado (também com 77%) são os segundos aspectos mais valorizados pelos portugueses na escolha do local onde vão fazer as suas compras.
A maioria dos inquiridos (86%) prefere pagar menos por um produto e que valoriza a insígnia com as melhores promoções nas marcas da sua preferência ou onde encontra a generalidade dos produtos mais baratos (85%). Poupar sem ter que renunciar às marcas de que gosta (83%) e encontrar facilmente as promoções (82%) são outras qualidades que os portugueses prezam no supermercado/hipermercado onde fazem as suas compras.
Já no que concerne ao conforto e à experiência no ponto de venda, o consumidor português quer, acima de tudo, encontrar sempre o que procura de forma fácil e célere (85%); quer fazer as compras rapidamente e sem filas (83%) e comprar tudo num único sítio (81%), assim como ter empregados amáveis e prestáveis (81%).
No caso da importância dos atributos ligados ao sortido, as duas variáveis mais importantes são “encontrar nas cadeias de supermercados produtos frescos, tão bons como os do mercado ou das lojas de bairro” (76%) e “comprar as marcas e a variedade de que mais gostam” (73%).
O estudo identifica que é dada importância à responsabilidade social, com 70% dos portugueses a quererem, em primeiro lugar, perceber como as cadeias de supermercado tratam os empregados e se se preocupam com o seu bem-estar. Querem também comprar em pontos de venda que estão atentos às questões do meio ambiente (67%) e sentir que a compra que fazem ajuda a economia local da sua zona/região/país (66%).

Compras online no supermercado ainda com expressão diminuta
Apenas 9% dos portugueses faz compras de supermercado online. Neste tipo de compra, quase todos os atributos da loja online têm praticamente o mesmo peso para o consumidor português.
Do top 5 de argumentos apontados pelos inquiridos para a decisão de comprar online constam: receber todos os produtos em bom estado (89%); o website ser fácil e intuitivo (86%); encontrar na loja online as mesmas promoções que existem na loja física (86%); receber os produtos pontualmente (84%) e receber produtos com data de validade alargada (84%).
O Observatório Shopper Experience, promovido pela in-Store Media, foi desenvolvido pela empresa Netsonda, inquiriu 500 famílias.

Deixe aqui o seu comentário