Juan Luís Cebrián substituído por Javier Monzón na presidência da Prisa

Por a 10 de Outubro de 2017

Juan Luís CebriánO fundador e director do diário espanhol El País, Juan Luís Cebrián, que nos últimos anos esteve à frente do grupo Prisa, deverá ser substituído esta sexta-feira na presidência do grupo que em Portugal ainda detém a Media Capital, cuja venda à Altice está ainda em fase de análise. Segundo informação avançada pela imprensa espanhola, o lugar de Cebrián deverá passar a ser ocupado por Javier Monzón, ex-presidente da Indra e consultor de várias empresas, entre as quais o Santander, accionista da Prisa, a partir da reunião do Conselho de Administração da empresa que terá lugar esta sexta-feira.

A cumprir 73 anos este mês, Juan Luís Cebrián tinha planos para deixar as funções executivas até ao final deste ano, mantendo-se na presidência até 2020. No entanto, a decisão de substituir o profissional na liderança da Prisa estará ligada, de acordo com a imprensa espanhola, ao negócio de venda da editora Santillana, cuja valor oferecido pelo fundo norte-americano Rhôde Capital terá ficado aquém das expectativas da administração para o negócio.

Deixe aqui o seu comentário