Google vai permitir que TV em Portugal mostre anúncios de acordo com perfil do espectador

Por a 20 de Outubro de 2017

televisãoA DoubleClick, empresa do universo do Google, acaba de disponibilizar em Portugal a tecnologia que permite que os consumidores passam assistir a anúncios de acordo com o seu perfil e histórico, levando para o meio TV a lógica da publicidade programática, tal como já existe no digital. “Trata-se de uma camada de inteligência artificial que vai ajudar a propiciar uma melhor experiência aos utilizadores e a monetização para os publishers. Não se trata de substituir as TVs com o digital mas sim tornar a TV mais inteligente”, avança ao M&P Inês de la Mata, managing director da DoubleClick Portugal. Assim, a plataforma DoubleClick for Publishers passa a incluir a ferramenta Dynamic Ad Insertion que permite aos broadcasters mostrar anúncios diferentes a utilizadores diferentes, quer estejam a ver eventos live via cabo ou a consumir VOD (video on demand) em qualquer plataforma (app, web ou set top box).
A empresa tinha já testado a ferramenta com operadores como a CBSi, AMC, Bloomberg e TF1, estando agora a alargá-la a mais mercados. A TF1, por exemplo, usou-a durante o Mundial de Rugby e o Europeu de Futebol. “É uma tecnologia que permite entregar a mensagem certa à pessoa certa no momento certo”, prossegue Inês de la Mata. “Em termos de aplicabilidade prática, o João e o Zé, que vivem no 1º direito e no 1º esquerdo, respectivamente, se estiverem ambos a ver um Sporting-Benfica, em live ou em diferido, podem através de Dynamic Ad Insertion ser expostos a anúncios personalizados diferentes”, exemplifica. A responsável deixa claro que se trata de uma tecnologia disponibilizada às televisões, não representando a entrada da empresa como intermediária da venda de publicidade.
A Dynamic Ad Insertion permite uma “melhor monetização para os publishers” já que, ao conseguir impactar os espectadores com uma mensagem adequada ao seu perfil, possibilita subir o CPM. “Permite aos anunciantes apresentar a mensagem com maior relevância para o consumidor”, reforça Inês de la Mata. Esta ferramenta possibilita ainda disponibilizar sugestões de programa televisivos que façam sentido de acordo com os gostos, das experiências e do histórico do utilizador.
Há um ano, aquando do lançamento da DoubleClick em Portugal, Bernardo Correia, country manager do Google, tinha deixado clara a ambição da empresa. “Um dos investimentos que o Google Portugal está a fazer é a criação da empresa DoubleClick Portugal que vai ajudar na aceleração do ecossistema programático em Portugal. Será uma unidade de negócio independente do Google que ajuda a acelerar a adopção de tecnologias programáticas em Portugal”, disse então ao M&P. A Google, que trabalha com vários publishers nacionais, não revela o nome de clientes da DoubleClick.

Deixe aqui o seu comentário