Classificação de Google e Facebook como publishers em cima da mesa no Reino Unido

Por a 12 de Outubro de 2017

google newsUma maior responsabilização e regulação sobre os conteúdos veiculados por gigantes online como Google ou Facebook está a ser estudada pelo governo britânico, que equaciona passar a classificar estas plataformas como publishers. Actualmente, empresas como Google ou Facebook são consideradas “condutores de informação” e não produtores de conteúdos, o que desresponsabiliza estas empresas relativamente aquilo que é apresentado nos seus sites. No entanto, na sequência dos problemas de proliferação de conteúdos extremistas online e de preocupações em torno dos direitos de autor e de propriedade intelectual, o governo britânico equaciona agora mudar essa classificação legal no sentido colocar este tipo de plataformas debaixo das mesmas exigências regulatórias dos meios de comunicação social.

Apesar de reticente em classificar estas plataformas como publishers, Karen Bradley, secretária da Cultura, confirmou que a mudança está em cima da mesa, ressalvando que “precisamos de encontrar um equilíbrio”. “Não tenho a certeza de que a definição como publisher de acordo com a lei britânica iria necessariamente funcionar como as pessoas esperam, penso que iria acabar por tornar-se muito restritiva”, considera, admitindo, contudo, que “estou a analisar o assunto”.

Deixe aqui o seu comentário