Organização do Cannes Lions vai criar comité para repensar festival

Por a 23 de Junho de 2017
Philip Thomas, CEO da Ascential

Philip Thomas, CEO da Ascential

Na sequência da decisão do grupo Publicis em não participar na próxima edição, e face a algumas críticas que têm surgido sobre os custos ou dimensão do festival, a organização do Cannes Lions vai criar um comité para “ajudar a moldar o futuro do festival”. A notícia surge um dia após Martin Sorrell, CEO do grupo WPP, ter afirmado que o festival devia ser repensado e que o grupo estaria também a ponderar o que fazer em relação à edição de 2018.

A ideia passa por criar um grupo de trabalho para começar a reunir pouco depois do fim da edição deste ano, que termina este fim-de-semana, tendo sido convidados já vários anunciantes. Entre os que já manifestaram disponibilidade para dar o seu contributo estão Keith Weed, director de marketing e comunicação da Unilever, Marc Pritchard, director de marca da Procter & Gamble, Fernando Machado, director de marketing do Burger King, Fiona Carter, directora de marca da AT&T, e Jan Derck van Karnebeek, director comercial da Heineken. A organização garante que mais membros do comité serão anunciados em breve e que o intuito é reunir um conjunto de grandes anunciantes, parceiros, networks, agências e até o Presidente da Câmara de Cannes.

O comité, criado em resposta às críticas que têm surgido ao longo da semana em relação à estrutura do festival, terá como objectivo, explica a Ascential, que detém o festival Cannes Lions, “assegurar que o evento continua a responder às necessidades da indústria”. Para isso, explica, os membros irão partilhar a sua visão e recomendações sobre todos os aspectos que entendam e que influenciem toda a experiência de participar no festival Cannes Lions.

“Tal como os clientes, que se ofereceram para ajudar a moldar o futuro do festival, nós vamos, como sempre, consultar todos os líderes criativos globais, directores das holdings e outros parceiros”, afirma Philip Thomas, presidente da Ascential, esclarecendo que “têm havido muitas discussões esta semana sobre a estrutura do festival e nós queremos criar a experiência Cannes Lions certa para todos os participantes”. “O que os une a todos é a sua crença de que a criatividade é uma força poderosa no mundo, e isso está no centro de tudo o que fazemos”, garante.

Deixe aqui o seu comentário