Martin Sorrell: “Cannes tem que ser repensado e reposicionado”

Por a 22 de Junho de 2017

martin sorrellO grupo Publicis decidiu que no próximo ano não iria participar no festival de Cannes. No entanto, as dúvidas dos grupos em relação ao principal festival de criatividade do mundo parecem não ficar por aqui. O CEO do grupo WPP, Martin Sorrell, considera que “Cannes tem que ser repensado e reposicionado”, já que se tornou num “modo de ganhar dinheiro” e não uma celebração da criatividade.
Num almoço promovido pelo Financial Times em Cannes, Martin Sorrell disse que o grupo vai repensar a sua presença em Cannes. A WPP tinha já reduzido o número de participantes de mil para 500 pessoas. “Cannes em Junho não é o lugar mais barato do mundo para se estar”, justifica Sorrell, acrescentando que um evento similar em Nova Iorque, Londres ou Paris seria mais barato.

Deixe aqui o seu comentário