A história dos três leões que João Espírito Santo ganhou para a Ogilvy África (com vídeo)

Por a 23 de Junho de 2017

João Espírito SantoPrimeiro no Cannes Health, depois na competição de Promoções & Activação e a seguir em Media. O case World’s Most Eligible Bachelor, da Ogilvy África, somou três leões de bronze nos Cannes Lions. O projecto tem direcção criativa portuguesa. “Foi o primeiro leão que a Ogilvy África ganhou. Já brinquei com isso ao dizer que é também o segundo e o terceiro que a agência  ganha. A equipa esta muito feliz. Não encontro outra palavra mais original mas é essa a palavra certa. Estão felizes e sentem-se realizados. Não é diferente do que sente outro criativo em qualquer parte do mundo mas aqui por serem pioneiros há uma felicidade especial”, comentou ao M&P a partir de Cannes João Espírito Santo, director criativo regional da Ogilvy África.
João Espírito Santo foi, em Portugal, director criativo na JWT, SCPF e na Ogilvy. Desde 2014 que está instalado em Nairobi, numa agência com cerca de 100 pessoas, onde supervisiona o trabalho da network em 26 países africanos. “A minha missão, quando fui para lá, era a de dar visibilidade e sucesso criativo, mas também era ao nível de recrutamento e de treino de talento local. É isso que o network nos pede. Em Portugal também não foi diferente: ir buscar novos talentos, treiná-los e conseguir um equilíbrio de gerações. Nestes mercados africanos foi a mesma coisa. Tenho uma equipa muito grande em que a maior parte das pessoas são quenianas. Acabei com a separação digital e meios tradicionais, que é alguma coisa que está a acontecer em todo o lado”, descreve.

sudan-1A vida do rinoceronte Sudan
O case agora premiado em três categorias em Cannes recorre ao Tinder para encontrar ajuda para que o rinoceronte Sudan consiga reproduzir-se. Sudan, o rinoceronte-branco do norte, é o último macho da sua espécie. Apesar de existirem duas fêmeas da mesma espécie, Najin e Fatu, Sudan não foi capaz de procriar de forma natural com nenhuma delas. A rede social serve de plataforma de recolha de donativos para financiar a reprodução medicamente assistida. Além do digital, a campanha foi desenvolvida para filme, rádio e imprensa. O perfil de Sudan ficou disponível no Tinder em 190 países.

Leia na próxima edição quinzenal do M&P a entrevista completa a João Espírito Santo

Deixe aqui o seu comentário