O Festival Política já entrou em campanha… contra a abstenção (com vídeo)

Por a 13 de Abril de 2017

Festival PolíticaAs próximas eleições só chegam mais para o final do ano mas o Festival Política, que decorre nos próximos dias 21 e 22 no Cinema São Jorge, em Lisboa, já entrou em campanha porque “O mundo está cheio de pessoas assim”. É este o mote da campanha de publicidade criada pela agência 004 e produzida pela Krypton que, a par de promover o festival, se assume como o primeiro anúncio lançado em Portugal a patir de um movimento da sociedade civil com o objectivo de sensibilizar os cidadãos para os efeitos da abstenção, que nas eleições legislativas de 2015 chegou aos 44,1%, fixando um novo máximo histórico.

“O que tentámos fazer foi dar um soco no estômago de quem visse este filme, tudo isto a partir de uma ideia muito simples: se tu te absténs e sabes que o mundo está cheio de pessoas sem os mínimos valores civilizacionais, então são estas pessoas que decidem por ti”, explica João Gomes de Almeida, director criativo da 004. João Vilela, produtor-executivo da Krypton, acrescenta que esta era “uma campanha necessária para combater um dos grandes problemas da nossa sociedade, a indiferença dos cidadãos relativamente à política, sobretudo na hora de decidir quem nos vai representar”. “Decidir quem vai decidir por nós é algo que não devemos abdicar”, sublinha. A realização do filme, que conta com uma versão de um minuto e dez segundos e quatro versões de 20 segundos, esteve a cargo de Gonçalo Franco. A Light Film e a Digital Mix asseguraram a pós-produção vídeo e áudio, respectivamente. A campanha já está no ar através dos canais da RTP e nas redes sociais.

Clipboard01O combate à abstenção, tema central desta primeira edição do Festival Política, conta ainda com outra iniciativa que, a par dos debates, pretende chamar a atenção para o problema do crescimento dos números da abstenção em Portugal. Em vários pontos de Lisboa está a ser distribuído o Jornal Festival Política. Com oito páginas, uma tiragem de cinco mil exemplares e design a cargo de Jorge Silva, o jornal partilha reflexões e números sobre o crescimento da abstenção em Portugal. No sentido de contribuir para o aumento da participação eleitoral em Portugal, uma das iniciativas do festival passará por recolher ideias para combater a abstenção, tendo como objectivo reunir essas ideias e produzir um documento para enviar a todos os partidos políticos portugueses.

No âmbito do tema terá lugar no dia 21 de Abril, pelas 17h30, o debate “Como combater a abstenção”, moderado por Fernando Alvim e com a participação de João Pina (fotógrafo), Marina Costa Lobo (investigadora principal do Instituto de Ciências Sociais), Hélio Morais (músico co-fundador dos Linda Martini e dos PAUS) e Maria Flor Pedroso (editora de política da Antena 1). Segue-se, às 19h30, a conversa “O voto obrigatório é uma solução? O caso brasileiro”, com Jair Rattner (jornalista) e Luanda Cozetti (cantora dos Couple Coffee). No dia 22 de Abril, a partir das 15h, estarão à venda serigrafias sobre o impacto da abstenção na vida política portuguesa, com a participação de artistas como Alberto Faria, André da Loba, Carolina Maria, ± Miguel Januário ou Sara Maia.

O Festival Política, integrado nas comemorações de Abril da EGEAC, conta com o apoio da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e tem como media partners a RTP3 e a Antena 1. A assessoria da imprensa é assegurada pela Pure.

Deixe aqui o seu comentário