Revista Flash abandona edição impressa e passa a digital a partir de Janeiro

Por a 14 de Dezembro de 2016

flash-2016-12-07-3346f2A edição da revista Flash do próximo dia 29 de Dezembro será a última do título de sociedade do grupo Cofina Media em formato impresso. A revista passará em Janeiro a ser editada exclusivamente em formato digital, sendo lançado um site no início do ano uma vez que a Flash era, até aqui, uma das poucas publicações da Cofina que ainda contava com edição online. “Após 13 anos de publicação exclusivamente offline, a revista assume em definitivo o novo paradigma e lança edição digital no início do próximo ano”, anuncia o grupo em comunicado, onde justifica a decisão garantindo que “esta mudança vai de encontro às preferências manifestadas pelos leitores, nomeadamente da Flash, que cada vez mais privilegiam o acesso online e imediato aos conteúdos, em alternativa a esperarem a edição semanal nas bancas”. De acordo com os dados APCT, a Flash teve, entre os meses de Janeiro e Setembro deste ano, uma circulação impressa paga de 33.133 exemplares, que comparam com 37.450 no período homólogo em 2015, tendo, apesar disso, passado a ser a terceira publicação do segmento atrás da Nova Gente e da Caras e após ultrapassar a Lux.

“Esta mudança vem de encontro a uma tendência de mercado e responde aos desafios constantes que os leitores nos endereçaram. A transição para online vai permitir um mais rápido acesso aos conteúdos em diferentes formatos”, sublinha Luísa Jeremias, directora da publicação. Já Luís Santana, administrador executivo da Cofina, reforça a ideia de que “a evolução da Flash para o mundo digital é um processo natural e justificado pelas alterações, cada vez mais explícitas, no modelo de consumo deste tipo de conteúdo”. “Estamos conscientes de que esta passagem permitirá exponenciar conteúdos, privilegiando o acesso a vídeo, permitindo diversidade de soluções na área da fotografia e sobretudo ir mais além na abordagem de temáticas que se identificam e vão contribuir, cada vez mais, para a satisfação de necessidades dos consumidores em geral”, acredita o responsável, salientando ainda “a capacidade desta nova plataforma gerar mais e maior complementaridade com os programas da CMTV, onde a marca Flash diariamente está presente”.

Deixe aqui o seu comentário