Uma nova era no marketing audiovisual

Por a 4 de Outubro de 2016

Manuel BarretoA indústria criativa mudou. A tecnologia tornou-se uma ferramenta essencial para nos ajudar a dar vida a uma marca, mas também transformou a forma como o consumidor está habituado a ver e a interagir com as mesmas. A tecnologia cada vez mais se cruza com marketing, no que tem sido sempre um jogo de inovação sobre novas tendências, novas aplicações e sobre quem sabe aproveitar mais rapidamente e eficazmente as disrupções, de forma a atrair audiências e se relacionar com o consumidor.
Cada vez mais presentes no nosso quotidiano, os drones saltaram dos campos de batalha e do uso militar para uma crescente variedade de funções em áreas como a engenharia e construção e o turismo, entre outras. Assistimos ao crescimento de uma nova indústria baseada na aplicação dos drones no marketing, empregando a tecnologia em inovadoras formas de chegar ao consumidor. Desde entregas de pizza (Domino’s) até a possibilitar acesso wi-fi (Facebook), os drones estão a mudar o marketing, complementando as práticas existentes para criar conteúdo de marca mais envolvente e com maior qualidade, potenciando também a amplificação de campanhas integradas e transmedia.
Uma das grandes vantagens da utilização de drones ao serviço do marketing é a adição de um vasto leque de possibilidades de perspectivas visuais. Ao voarem alto e ao alcançarem locais inacessíveis, conseguem captar imagens de ângulos nunca antes vistos com os recursos tradicionais. Além disto, são capazes de reduzir os custos das filmagens aéreas tradicionais e criar conteúdo inovador, inesperado e inspirador.
Uma vez que o consumo de vídeo online – principalmente em mobile – está na ordem do dia, a produção de conteúdo audiovisual numa estratégia de marketing de conteúdos, aliado à tendência de consumo de vídeo para alavancar a geração de leads e vendas, só pode ter resultados benéficos para as marcas. É importante para as marcas serem vistas como inovadoras e apostarem em vídeos e narrativas visuais para criar conteúdo cativante e definir a sua mensagem.
O storytelling de marca não é um conceito novo, mas com o crescimento exponencial das redes e meios sociais, há uma enorme oportunidade para dinamizar a comunicação, criar valor e impulsionar o crescimento das marcas através do poder das histórias, como parte das iniciativas integradas de marketing. Os melhores contadores de histórias entretêm, tocam emoções e transmitem mensagens, fortalecendo a ligação marca-consumidor.
Marcas como a Coca-Cola, a Jeep, a Remax ou mesmo a Uniplaces, já recorreram à utilização de drones para criar experiências de marca, quer seja na produção de vídeos quer na activação de marcas. Além de ajudar a contar histórias que criam experiências de marca, os drones também são muitas vezes utilizados para entregar produtos, distribuir flyers, “passear” banners publicitários ou, numa versão muito criativa, destacar “dronequins”. A título de exemplo, a marca brasileira Camisaria Colombo lançou uma campanha chamada Flying Collection onde prenderam manequins com as suas roupas a drones e voou-os do lado de fora de escritório de executivos, que estavam demasiado ocupados para ir às compras. (vídeo disponível no YouTube)
Também muitos festivais de música e grandes eventos culturais e desportivos estão a utilizar drones na sua cobertura audiovisual aérea, dando uma perspectiva do evento com imagens espectaculares, incluindo live streaming através de drones, para aumentar a exposição da marca em tempo real nos media e social media, numa interacção mais autêntica com os seus consumidores no mundo online. As marcas têm igualmente utilizado estas coberturas aéreas de vídeo e fotografia para difundir as experiências de marca desejadas e os benefícios emocionais intangíveis inerentes. Um ponto importante, em qualquer caso, é a segurança – os drones não devem voar acima dos 400 metros e sobre pessoas, para que não se corram riscos desnecessários.
Para terminar, e falando de mais uma aplicação de drones com um potencial imenso no marketing, a tecnologia também acena com a promessa de captação e utilização de data de maneiras totalmente novas, que pode ser usada e analisada de forma a gerar campanhas de marketing eficazes, com a integração de drones com a internet das coisas, a realidade virtual, a big data, os wearables e as cloud technologies. É melhor ficar com os drones debaixo do seu radar…

Artigo de opinião de Manuel Barreto, account executive da SkyEye

Deixe aqui o seu comentário