Por que são necessárias boas histórias? Alexandre Duarte explica

Por a 22 de Setembro de 2016

Alexandre DuarteÉ a buzzword do momento na área do marketing, mas como ser realmente eficaz no storytelling? Coube a Alexandre Duarte abrir o Dia da Comunicação, promovido pelo M&P, que decorreu esta terça-feira na Restart. “A arte de contar histórias está na moda. O storytelling é o branding de há dez anos”, declarou o professor do IADE, que deixou várias dicas ao público presente. “As pessoas não têm tempo para gastar em publicidade. Cada um de nós está permanentemente ocupado a procurar entretenimento e a seleccionar conteúdos. Hoje temos mais coisas para fazer do que tempo para as fazer. Os critérios de escolha são cada vez mais apertados. A maior parte das pessoas não anda à procura que a publicidade lhes diga onde gastar o tempo. As histórias são cada vez mais necessárias porque o mundo mudou. As pessoas sabem que o poder está nas suas mãos. Qualquer pessoa pode criar e partilhar conteúdos”, alertou Alexandre Duarte, que até Julho foi director-geral da Restart.

“Em 1990 quando comecei a trabalhar em publicidade a minha realidade era televisão, imprensa, outdoor, rádio e, talvez, marketing directo. Hoje é tudo diferente”, sustentou. Enquanto na abordagem tradicional se desenvolvia o produto, estudos, trabalhava-se com uma agência de publicidade e fazia-se investimento em media, agora o objectivo é “vencer e entrar na mente do consumidor”. A concorrência pela atenção dos consumidores é maior que nunca. “Os consumidores topam os anúncios a léguas e não querem perder tempo com a publicidade. O mundo é mais interessante do que aquilo que a publicidade mostra”.

As histórias contadas pelas marcas devem assentar na autenticidade, emoção e consistência. Alexandre Duarte deixou ainda um guia de questões para ajudar as marcas a decidir se avançam com um storytelling. “A minha história tem emoção humana? A minha história revela uma verdade única da marca. É algo que apenas ela possa dizer? A minha história parte de um bom insight? A minha história faz com que as pessoas se relacionem com ela? Será que a minha história mexe com as pessoas, faz com que as pessoas tomem uma atitude?” Quer um bom exemplo de storytelling? Vá ao site da marca de gelados Ben & Jerry’s e procure a inspiradora história da marca criada em 1978 por Ben e Jerry num posto de gasolina nos Estados Unidos.

Conheça aqui os vencedores dos Prémios Comunicação M&P 2016

Deixe aqui o seu comentário