Nuno Santos e Administração da RTP enfrentam-se hoje pela primeira vez em tribunal

Por a 22 de Abril de 2013

O ex-director de Informação da RTP, Nuno Santos, e a administração da empresa vão esta tarde ser ouvidos em audiência de partes no 4.º Juízo, 2ª secção do Tribunal de Trabalho de Lisboa.

O jornalista, que se defende de um despedimento que considera ilegítimo, será representado pelos advogados João Correia, ex-secretário de Estado da Justiça do Governo de José Sócrates, e por Fernando Carvalho.

O Conselho de Administração da RTP terá como seu representante legal Pedro Furtado Martins, da sociedade de advogados Sérvulo Correia, um especialista em direito do trabalho.

Nuno Santos anunciou a 20 de Março ter sido despedido da RTP no âmbito do inquérito interno ao visionamento de imagens em bruto da manifestação de 14 de Novembro pela PSP, nas instalações da empresa.

Na altura, a administração da RTP liderada por Alberto da Ponte esclareceu, em comunicado, que as razões do despedimento do ex-director de informação foram de “natureza estritamente jurídica” e que resultaram do seu comportamento. (Lusa)

Deixe aqui o seu comentário