Mensageiro de Bragança oferece vídeos a partir do papel

Por a 2 de Novembro de 2012

O jornal Mensageiro de Bragança vai proporcionar, a partir de quinta-feira, uma experiência interactiva aos leitores, que poderão aceder a diferentes conteúdos multimédia, como vídeos, a partir da edição em papel.

O semanário diocesano torna-se assim no primeiro periódico português a aderir à realidade aumentada, que permite ao leitor do tradicional papel visualizar, com a ajuda de um smartphone, vídeos sobre notícias, promoções, publicidade, galerias de fotos ou ler a actualização de uma notícia imprensa.

A aplicação que permite aliar o papel ao multimédia chama-se Lukar e está a ser desenvolvida por uma empresa de comunicação e inovação sediada em Bragança, a ConteúdoChave.

Tanto a aplicação, como o acesso aos conteúdos são gratuitos e estarão disponíveis na edição que vai para as bancas na quinta-feira.

A parceria entre as duas empresas de comunicação de Bragança resulta numa mais-valia para o periódico diocesano, na opinião do director, José Carlos Martins, que aponta “as mudanças múltiplas” para a publicação, nomeadamente um novo vigor para os jornais impressos impulsionado pelas novas tecnologias que têm feito temer o fim das edições em papel.

“Nós não quisemos prescindir do papel, o papel é imprescindível, podemos é, a partir daí, potenciá-lo ainda mais, no sentido de o jornal passar a ter mais actualidade e poder chegar ainda com mais força, com novo vigor, no formato papel a todos os assinantes”, observou.

O jornal mais antigo de Bragança tem nos emigrantes transmontanos uma fatia importante dos seus leitores e o director acredita que a introdução do multimédia no papel vai promover “uma maior proximidade” com este público.

A nível do país, “precisamos também nós de estar mais próximos de todos os outros para que tudo o que se faz aqui, que é bom, esteja acessível e as pessoas possam, desde logo, saber que nós aqui fazemos tão bem quanto os outros”, acrescentou.

A parceira no projecto, a empresa ConteúdoChave tem apostado na inovação em torno da chamada realidade aumentada e, depois de lançar uma aplicação idêntica virada para o turismo, o “WelcomeGuides”, decidiu trazer para Portugal o que já se faz em alguns jornais internacionais.

“O que acontece a nível mundial é que estamos a ver exemplos de grandes jornais que estão a adoptar este tipo de aplicações para as suas edições. Porque não trazê-las para o inteiro do país e para Portugal”, disse Vítor Pereira.

Quem tiver um smartphone, já poderá testar, no Mensageiro de Bragança, as experiências proporcionadas pelas novas tecnologias na edição em papel. (Lusa)

Deixe aqui o seu comentário