Saltar o menu e ir para os conteúdos
Media, Media :: Noticias

TDT: “Há instaladores a cobrar barbaridades”

26 de Abril de 2012 às 17:18:06, por Meios & Publicidade

José Amado da Silva, presidente da ANACOM

O presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), José Amado da Silva, reconheceu hoje que aquela entidade tem recebido queixas de que há instaladores de equipamentos da TDT a cobrar “barbaridades” e apelou à cidadania. “É preciso ter a garantia absoluta de que as pessoas se dirigiram aos sítios certos”, afirmou aos jornalistas Amado da Silva, após a cerimónia que assinalou o final definitivo das emissões televisivas analógicas em Portugal na transição para a Televisão Digital Terrestre (TDT).

De acordo com Amado da Silva há pessoas que podem pagar 20 euros pela transição para o digital e outras que podem pagar 120: “Pode acontecer, com certeza que pode. O problema das médias é esse. Há pessoas que ficam perfeitamente discriminadas”.

Cinquenta e cinco anos de televisão analógica tiveram hoje o seu ponto final com o desligamento dos últimos transmissores desse sinal, numa cerimónia que decorreu nas instalações da ANACOM no Porto. Com o desligamento dos últimos 15 emissores analógicos, entre os quais os do Marão, Montejunto e Monte da Virgem, e mais de uma centena de retransmissores analógicos, o plano de switch of’ fica concluído, deixando o sinal analógico de ser emitido “em definitivo em todo o território de Portugal”.

O fim das emissões televisivas em sinal analógico ocorre três anos após a decisão em Conselho de Ministros e mais de 10 anos depois de falhada a primeira tentativa de introduzir a TDT.

Por seu lado, a DECO considera que o processo de acompanhamento do fim do sinal analógico de televisão foi “imperfeito”, causou “transtorno e incómodo” às pessoas e que os testes realizados no terreno confirmaram várias das reclamações que receberam. (Lusa)