Audiências da GFK de novo adiadas

Por a 22 de Janeiro de 2012

A Comissão de Análise e Estudos de Meios (CAEM) deverá comunicar hoje à GFK que o arranque da medição de audiências prestada por esta empresa será mais uma vez adiado e, em simultâneo, irá solicitar à Marktest que prossiga durante mais um mês com a prestação do serviço de audimetria. A informação não é confirmada por nenhuma das partes mas, ao que o M&P apurou, a CAEM terá decidido, na quinta-feira, que ainda não estão reunidas as condições para que o sistema de medição de audiências da GFK entre em funcionamento. Este sistema está a ser testado, com dados reais, desde o início da última semana, mas os resultados parecem estar a motivar dúvidas entre os membros do conselho técnico de televisão da CAEM, que não se sentirá confortável com os resultados fornecidos. A direcção da CAEM terá assim decidido dar até 15 de Fevereiro à GFK para corrigir os problemas detectados, prosseguindo até essa data com a análise diária dos resultados. As anomalias detectadas podem estar realizadas com o painel amostral – onde o cabo pode estar a ser sobrevalorizado em relação à free to air – ou com a própria tecnologia proposta pela GFK. No primeiro caso será relativamente fácil proceder às correcções, o segundo praticamente inviabilizaria a medição de audiências. Recorde-se, no entanto, que os audímetros estão a ser instalados em simultâneo com a transição para a televisão digital terrestre, o que pode originar alterações nos lares que compõem a amostra. As audiências serão medidas utilizando a teleconolia audio-matching, desenvolvida pela GfK Telecontrol, que permite a medição tanto do sistema analógico como do digital. A decisão de entregar a medição de audiências à GFK foi tomada em Março, não tendo sido esta uma decisão consensual no seio da CAEM. O contrato para a prestação deste serviço tem que estar assinado até ao final de Fevereiro, sob pena dos resultados do concurso serem anulados.

Deixe aqui o seu comentário