A rede de ginásios de Pais do Amaral que promete “serviços premium a preços low cost”

Por a 4 de Outubro de 2011

A Fitness Hut, rede de ginásios que garante “serviços premium a preços low cost”, abre o primeiro espaço a 15 de Outubro, na zona das Amoreiras, em Lisboa. Seguem-se Oeiras e Cascais. “Temos uma grande vantagem competitiva, o preço reduzido [6,60 euros por semana], que está compreendido entre 35 a 70 por cento em relação aos clubes da concorrência”, explica ao M&P Júlio Pedro Carvalho, sócio deste projecto, que conta com uma participação do Edge Group, de Miguel Pais do Amaral.

A rede não irá oferecer “um serviço barato. Conseguimos poupar porque estamos focados somente no fitness. Apostamos em equipamentos de topo de gama e na máxima qualidade nas áreas imprescindíveis para os sócios, que são os duches e os balneários. Os nossos sócios são racionais e podem dar-se ao luxo de investir num serviço com grande valor acrescentado por um preço mais simbólico e que não pesa tanto no seu orçamento”.

À boa maneira dos negócios low cost, os serviços não essenciais foram dispensados. Os Fitness Hut não têm piscina, spa, cabeleireiro, restaurante, sauna, banho turco ou jacuzzi que, segundo os seus responsáveis, são usados entre 10 a 15 por cento dos sócios de um health club. “Estes serviços pesam muito no orçamento operacional de um clube e forçosamente têm de cobrar mensalidades altas”, justifica Júlio Pedro Carvalho. “O Fitness Hut investe e aposta somente no que o sócio acha imprescindível para a actividade física (aulas de grupo e ginásio) e só paga o que usa.” Outros das estratégias consiste na simplificação de procedimentos. As inscrições no ginásio, por exemplo, são feitas via online e será possível reservar as aulas de grupo através do site. Até ao final de 2012 deverão estar abertos nove ginásios na grande Lisboa e no Porto, representando um investimento de 14 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário