Jerónimo Martins e Sonae vão disputar mercearias de bairro

Por a 27 de Janeiro de 2011

As primeiras lojas Amanhecer, localizadas em Lisboa e em Viana do Castelo, vão abrir a 3 de Fevereiro. A nova marca resulta de um acordo entre a Recheio, detida pela Jerónimo Martins, e os proprietários de pequenos supermercados já existentes, que passam a adoptar a designação Amanhecer e vendem os produtos da marca própria Recheio, que também segue a denominação Amanhecer. A mudança do interior da loja é coordenada pela Jerónimo Martins, sendo os custos assegurados pelo proprietário. O objectivo é chegar ao fim deste ano com 20 a 25 lojas Amanhecer.

David Lopes, director-geral do Recheio, defendeu hoje durante a apresentação do projecto, que o perfil de consumidor da nova insígnia será diferente do do Pingo Doce. “Enquanto o consumidor do Pingo Doce é um cliente de uma ou duas compras por semana, nas lojas Amanhecer estamos a falar em visitas diárias”, disse, citado pelo HiperSuper. O mesmo responsável sustenta que “o comércio tradicional e os valores que lhe estão associados têm espaço para renascer. Este projecto, ao qual a minha equipa dedicou longas horas de pensamento e de trabalho, é o nosso contributo para manter viva a tradição do comércio alimentar de proximidade”.

Também hoje o Diário Económico dava conta do interesse da Sonae em avançar para este negócio. “A Sonae já criou uma equipa específica para este projecto há muito tempo”, adiantou uma fonte do sector citada pelo jornal que, no entanto, não avança com uma data concreta para a insígnia arrancar.

Deixe aqui o seu comentário