Conselho dos Notáveis

Por a 9 de Julho de 2010

Para 73 por cento dos inquiridos o Estado e as empresas públicas não gastam bem o dinheiro de que dispõem para comunicação. Metade dos inquiridos na edição deste mês do Conselho dos Notáveis concordam com o corte do investimento publicitário público proposto pelo CDS, considerado relativamente importante para 46,6 por cento dos inquiridos. Em relação ao fecho do 24Horas, para mais de metade dos Notáveis a reformulação feita há um ano, após a qual as vendas desceram 50 por cento, não terá contribuido para o encerramento do título

Investimento público

– O CDS pretende cortar em 50 por cento o investimento publicitário público (Estado e empresas públicas). Concorda com esta medida que, segundo o partido, deveria integrar o pacote de medidas do planos de austeridade do governo?

50% Sim

13% Sim, mas o corte devia ser inferior a 50 por cento

37% Não

0% Não sabe/Não responde

– Em termos gerais, considera que o Estado e as empresas públicas gastam bem o dinheiro de que dispõem para comunicação?

0% Sim

27% Na maioria das vezes sim

73% Não

0% Não sabe/Não responde

– Considera que o investimento público em comunicação e publicidade é importante para a boa saúde financeira da generalidade das agências e dos meios de comunicação social?

26,6% Sim, é muito importante

46,6% É relativamente importante

16,6% É pouco importante

10% Não sabe/Não responde

BP

– Acredita que a imagem da BP em Portugal pode ser prejudicada pelo derrame de crude que está a afectar o Golfo do México?

27% Sim

53% Talvez

20% Não

0% Não sabe/Não responde

24Horas

– A Controlinveste descontinuou o 24Horas. Em sua opinião, a reformulação de que o título foi alvo há cerca de um ano (mudança de posicionamento, formato e grafismo) contribuiu para este desfecho

27% Sim

53% Não

20% Não sabe / Não responde

– O 24Horas deixou de apostar no marketing alternativo há cerca de um ano, facto que pode ajudar a justificar a descida de circulação paga do título (caiu cerca de 50 por cento nos dois primeiros meses do ano, em comparação com o período homólogo de ano passado). Em sua opinião as ofertas e produtos de venda associada representam uma real mais valia para os títulos?

67% Sim

23% Não

10% Não sabe / Não responde

Deixe aqui o seu comentário