Quais os jornais regionais mais lidos?

Por a 28 de Maio de 2010

São na sua maioria homens, entre os 25 e os 44 anos, da classe média alta e baixa. São ainda trabalhadores qualificados, residentes no litoral norte, litoral centro e interior norte. Eis o perfil dos leitores de imprensa regional traçado pelo Bareme Imprensa, realizado pela Marktest e promovido pela Meio Regional, divulgado esta semana. O estudo, que dá conta dos índices de leitura das publicações regionais, incide sobre um total de 219 títulos, junto a indivíduos com mais de 15 anos, residentes em Portugal Continental, num total de 15.951 entrevistas.

Dos inquiridos uma média global de 51,9 por cento afirma ler jornais regionais, versus os 65,9 por cento que elegem os jornais nacionais de informação geral. Castelo Branco (74,7 por cento), Santarém (73,4 por cento) e Leiria (70,1 por cento) são os três distritos que registam os maiores índices de hábitos de leitura de publicações regionais, estando no quadrante oposto os distritos de Lisboa (35 por cento), Bragança (37,6 por cento) e Porto (38 por cento). Talvez não surpreenda por isso que Lisboa e Porto se apresentem como duas das regiões do país onde a leitura de publicações nacionais apresente os melhores resultados, ultrapassando a média nacional com 74,4 por cento e 72,3 por cento, no primeiro e terceiro lugar, respectivamente. Faro surge na segunda posição, com 72,9 por cento. Curiosamente, Bragança, quando analisados os índices de leitura dos títulos nacionais generalistas, surge na última posição, registando 38,4 por cento das respostas.

Qual a periodicidade favorita?

E os leitores preferem ler títulos com que periodicidade? Publicações semanais é a resposta dada pelo estudo, com esta periodicidade a ser mencionada por 28 por cento dos inquiridos, seguida dos títulos mensais com 11,4 por cento, diários com 7,2 por cento e quinzenais com 6,6 por cento. As publicações trimensais (0,4 por cento), trissemanais (0,5 por cento) e bissemanais (0,7 por cento) são aquelas que recolhem menos preferência dos leitores.

Castelo Branco é o distrito que regista os maiores índices de leitura de semanários, com 69,9 por cento, seguido de Santarém (57,7 por cento) e de Leiria (48,7 por cento). Já nos diários, Coimbra e Évora ocupam as posições cimeiras, com 47,6 e 42,1 por cento, seguidos de Braga, que, com 24,2 por cento, se posiciona no terceiro lugar do ranking. Viana do Castelo, por seu turno, é o distrito onde os títulos quinzenais obtêm o maior número de referências (14,3 por cento), seguido de Leiria (12 por cento) e Portalegre, com 10,2 por cento.

Os mais lidos por região

O estudo faz ainda uma análise distrito a distrito dando conta dos títulos que em cada região apresentam os maiores índices de audiência. Em Aveiro são o Diário de Aveiro (5,5 por cento), Jornal da Bairrada (5 por cento) e Soberania do Povo (4,5 por cento), estes dois últimos com periodicidade semanal, que apresentam os melhores resultados, num total de seis referências. Em Braga são os diários Diário do Minho (10,8 por cento) e Correio do Minho (8,7 por cento), surgindo o semanário Barcelos Popular, com 6,3 por cento, na terceira posição, num total de dez publicações. Apenas com jornais semanais mencionados no Bareme Regional, em Castelo Branco o mais lido é o Jornal do Fundão (29,3 por cento), seguido do Reconquista (25,1 por cento).

O Diário de Coimbra obtém 21,7 por cento de audiência média, o que o transforma no título mais lido no distrito de Coimbra, seguido do também diário As Beiras, com 15,2 por cento. Barlavento (5,7 por cento) e Jornal do Algarve (5,6 por cento) são os mais lidos em Faro. Os semanários Região de Leiria (14,4 por cento) e o Jornal de Leiria (9 por cento) são os mais lidos em Leiria, e O Mirante (28,1 por cento), O Ribatejo (9,9 por cento) e Correio do Ribatejo (9 por cento) ocupam as três primeiras posições no distrito de Santarém.

Deixe aqui o seu comentário