Do YouTube ao Facebook

Por a 26 de Fevereiro de 2010

“Quando registámos o domínio do YouTube em 14 de Fevereiro de 2005, queríamos criar um lugar onde qualquer pessoa com uma câmara de vídeo e uma ligação à internet pudesse partilhar uma história com o mundo. Cinco anos depois, estamos mais comprometidos que nunca com as crenças e os princípios fundamentais que nortearam a criação do YouTube”, referiu Chad Hurley, um dos fundadores do portal de vídeo que comemorou no início desta semana cinco anos de existência. O YouTube ainda anda à procura de um modelo que rentabilize devidamente os milhões de visitas que capta diariamente para verem tanto uns filmes com pouco mais de centenas de visualizações como vídeos que deram origem a fenómenos globais. Susan Boyle (Britain’s Got Talent) é disso exemplo. Na área da comunicação, o flashmob da T-Mobile, em que dezenas de pessoas começavam a dançar “espontaneamente” numa estação de comboios de Londres, deu volta ao mundo e levou várias marcas a seguirem as mesmas pisadas. Em Portugal o detergente Surf e a ANA/TAP organizaram flashmobs no centro comercial Vasco da Gama e no aeroporto da Portela à espera que os vídeos circulassem na internet e merecessem a atenção dos media mainstream. Cavaco Silva também tem sido adepto desta ferramenta para comunicar directamente com os portugueses e a Toyota, a braços com uma crise de imagem sem paralelo na sua história, optou, entre outros meios, pelo YouTube para pedir desculpa aos seus clientes pelo problema técnico no acelerador de várias viaturas. Mas o princípio da web 2.0, isto é, em que qualquer pessoa pode criar e partilhar conteúdos, assistiu em 2007 ao nascimento de outro protagonista de peso. Nos EUA os internautas já passam sete horas por mês no Facebook, mais do que tempo somado que dedicam ao Google, ao YouTube ou à Wikipedia. O YouTube chegou a ser descrito como a televisão do futuro, mas o verdadeiro canal digital de contacto directo com o consumidor chama-se agora Facebook. Nos próximos anos, os fenómenos de comunicação mais interessantes deverão passar por aqui.

Deixe aqui o seu comentário