Impresa aliena Chilltime e reforça no AEIOU

Por a 15 de Janeiro de 2010

chilltime_imagem.jpg
A Impresa alienou a rede social Chilltime, confirmou o M&P junto de fonte oficial do grupo de Francisco Pinto Balsemão. O activo, adquirido em 2007 e pelo qual o grupo investiu no então designado Netjovens perto de um milhão de euros, foi vendido “ao proprietário do restante capital do portal, que já era o seu sócio-gerente [Jorge Vila Boa]”, precisou a mesma fonte, escusando-se a revelar o valor deste negócio. O grupo detinha 51% do capital sendo que o acordo, segundo o comunicado enviado pelo grupo à Comissão de Mercado de Valores Imobiliários, contemplava uma opção de compra de uma quota representativa de 24% do capital social da estrutura a ser exercida até 2010. “Face à implementação das redes sociais estrangeiras em Portugal, não fazia sentido manter no portfólio esta participação, pelo que nos centraremos nos outros negócios da Impresa Digital”, justificou fonte oficial do grupo, adiantando que a holding irá reforçar a sua posição no portal AEIOU “comprando os restantes 26,7% que ainda não possui no portal, passando agora a deter a sua totalidade”. Por 65% do capital do portal o grupo tinha investido cerca de 1,8 milhões de euros, sendo que o valor pago pelo restante capital não foi divulgado.

Apesar de já não fazer parte dos activos do grupo Impresa, o Chilltime vai manter a ligação ao grupo, frisa Jorge Vila Boa, “nos projectos online existentes: Ídolos, SIC Radical, Gato-Fedorento e Cosmopolitan”.

Nesta nova fase, a rede social vai “aplicar o know-how adquirido até hoje, para sermos parceiros tecnológicos em iniciativas relacionados com presenças online que requerem uma componente de comunidade baseada no Facebook connect”, bem como desenvolver projectos “que não estão baseados num modelo de publicidade, nem no mercado nacional”, que diz o sócio-gerente serão comunicados “no momento oportuno”.

Deixe aqui o seu comentário