Televisão pública francesa sem publicidade nocturna

Por a 6 de Janeiro de 2009

Desde ontem que as cadeias de televisão pública francesa deixaram de emitir publicidade entre as 20h e as seis da manhã, uma decisão tomada o mês passado pelo sector audiovisual público, adiantou a edição online do El Mundo.Esta resolução não afectará a programação das cadeiras privadas, no entanto, o director da primeira cadeira de televisão paga francesa, o Canal Plus, Rodolphe Belmer, diz que a grande questão é “perceber se as pessoas irão modificar os seus hábitos de vida”. A supressão da publicidade nocturna nos canais públicos franceses tem gerado polémica. De um lado, os que felicitam o facto da televisão pública se fazer com fundos públicos. Do outro, os detractores da reforma que defendem que os mais privilegiados serão os canais privados e temem, a longo prazo, pelo financiamento do sector público e pela independência da France Télévisions.

Esta medida surge na sequência da reforma no sector impulsionada, há um ano, pelo primeiro-ministro francês, Nicolas Sarkozy, e foi aprovada em Dezembro depois de um debate aceso na Assembleia Nacional francesa. Amanhã, a lei vai ser submetida a aprovação por parte do Senado e será objecto de um decreto que permitirá a sua aplicação.

Deixe aqui o seu comentário