Público reforça direcção

Por a 12 de Maio de 2008

O Público reforçou a sua equipa de direcção com um novo director-adjunto e duas directoras-executivas. A informação foi confirmada ao M&P por José Manuel Fernandes. A reformulação da equipa de direcção do título conclui, explica o director do diário da Sonaecom, a discussão interna ocorrida o ano passado sobre a organização e funcionamento do jornal. Depois da reestruturação do Público “subestimamos a carga de trabalho a nível de direcção”, “havia dificuldades” e procurou-se “encontrar as melhores soluções”. Neste novo modelo, Nuno Pacheco e Manuel Carvalho mantêm-se como directores-adjuntos aos quais se junta o até agora subdirector Paulo Ferreira, subindo as editoras Bárbara Reis (P2) e Dulce Neto (secção Portugal) a directoras-executivas do título. Amílcar Correia mantém-se como subdirector, passando a assumir responsabilidade pela edição Local Porto do jornal.
José Vítor Malheiros, até agora director-executivo do diário, passa a editor de Opinião, uma editoria entretanto criada. “O Público é muito um jornal de opinião e é um dos poucos que tem mais espaço aberto aos colaboradores”, justifica José Manuel Fernandes. “É uma área que os nossos estudos indicam que é muito procurada pelos leitores que querem informação e análise”, acrescenta.
Além da editoria de Opinião, foi ainda criado o cargo de editor de Fecho, a ser desempenhado por José Mateus, antigo editor de Desporto. As mudanças no Público vão ainda estender-se aos cargos intermédios de chefia, nomeadamente de edição, já que com a nomeação de Bárbara Reis e Dulce Neto “falta encontrar as soluções para o P2 e para [a secção] Portugal”.

Deixe aqui o seu comentário