RTP, SIC e TVI estabelecem acordo

Por a 15 de Setembro de 2006

Auto-regulação na classificação de conteúdos pode ser o primeiro passo para um entendimento em outras áreas de interesse comum dos canais

A RTP, a SIC e a TVI estabeleceram um acordo de auto-regulação para a criação e aplicação de um sistema de classificação de conteúdos, delineado com o objectivo de apresentar nas suas emissões uma recomendação etária de visionamento “esteticamente clara e homogénea” e “fundada numa grelha de critérios comuns”.

A assinatura formal do documento ocorreu esta quarta-feira, com Nuno Santos (RTP), Francisco Penim (SIC) e José Eduardo Moniz (TVI) a representarem as respectivas estações e a garantirem que o entendimento entre as três partes nesta matéria “não foi difícil”.

Falando em nome dos três responsáveis presentes na assinatura deste acordo, Francisco Penim adiantou, de resto, que ao longo do processo de negociações que decorreu nos últimos meses “sentiu-se que existe abertura dos três canais para mais entendimentos”. “Há ideias para mais iniciativas conjuntas, mas não é este o momento de anunciá-las. Tal como fizemos no âmbito deste acordo, primeiro teremos de discutir e concluir essas negociações e só depois as comunicaremos”, corroborou José Eduardo Moniz.

No que concerne ao acordo já assinado, os três canais estipularam oito critérios de observação para o sistema de classificação de conteúdos: temática geral, linguagem, nudez, sexo, agressividade/violência, comportamentos imitáveis, medo e drogas, álcool ou tabaco. De acordo com estes critérios, a programação emitida será sinalizada em quatro níveis de visionamento, que incluem as classificações “Todos”, “10AP”, “12AP” e “16”. Para além de constar no início de cada programa, a sinalética deverá ser repetida após o intervalo.

Ao abrigo deste acordo, os canais comprometem-se também a divulgar publicamente, na antena da estação ou em meios complementares de informação ao telespectador, a classificação etária de cada programa.

Deixe aqui o seu comentário

RTP, SIC e TVI estabelecem acordo

Por a 14 de Setembro de 2006

A RTP, a SIC e a TVI estabeleceram um acordo de auto-regulação para a criação e aplicação de um sistema de classificação de conteúdos, delineado com o objectivo de apresentar nas suas emissões uma recomendação etária de visionamento «esteticamente clara e homogénea» e «fundada numa grelha de critérios comuns».

A assinatura formal do documento ocorreu esta quarta-feira, com os directores de programas dos três canais, Nuno Santos (RTP), Francisco Penim (SIC) e José Eduardo Moniz (TVI) a representarem as respectivas estações e a garantirem que o entendimento entre as três partes nesta matéria «não foi difícil».

Falando em nome dos três responsáveis presentes na assinatura deste acordo, Francisco Penim adiantou, de resto, que ao longo do processo de negociações que decorreu nos últimos meses «sentiu-se que existe abertura dos três canais para mais entendimentos». «Há ideias para mais iniciativas conjuntas, mas não é este o momento de anunciá-las. Tal como fizemos no âmbito deste acordo, primeiro teremos de discutir e concluir essas negociações e só depois as comunicaremos», corroborou José Eduardo Moniz.

No que concerne ao acordo já assinado, os três canais estipularam oito critérios de observação para o sistema de classificação de conteúdos: temática geral, linguagem, nudez, sexo, agressividade/violência, comportamentos imitáveis, medo e drogas, álcool ou tabaco. De acordo com estes critérios, a programação emitida será sinalizada em quatro níveis de visionamento, que incluem as classificações «Todos», «10AP», «12AP» e «16». Para além de constar no início de cada programa, a sinalética deverá ser repetida após o intervalo.

Ao abrigo deste acordo, os canais comprometem-se também a divulgar publicamente, na antena da estação ou em meios complementares de informação ao telespectador, a classificação etária de cada programa.

Deixe aqui o seu comentário