Para liderar no Atlântico

Por a 5 de Dezembro de 2005

Provavelmente o nome SIRAM Eventos pouco ou nada lhe diz. Mas se lhe dissermos que está presente nos Açores e Madeira, actua em Cabo Verde e tem planos de expansão para Angola, o cenário muda logo de figura. Como se não bastasse a dimensão geográfica, a SIRAM Eventos tem equipa composta por 159 pessoas e de espera para este ano uma facturação de 13 milhões de euros. Para dar a conhecer a grupo á comunicação social do continente e para apresentar a nova imagem das empresas que a compõem, a SIRAM Eventos convidou um grupo de jornalistas para se deslocarem até ao Funchal. A divulgação da nova fase da empresa ocorreu na passada sexta-feira no Tecnopolo da Madeira.

A SIRAM Eventos é composta por seis empresas, metade das quais viram o seu nome alterado. Três delas mudaram agora de denominação: a Luzosfera, até aqui SIRAM Construções, dedica-se a trabalhos de iluminação, a Art of Sound, ex-SIRAM Som, faz trabalhos de pirotecnia e som, a Fullzoom, até aqui SIRAM TV, fornece meios operacionais e faz produções para televisão. As restantes empresas mantém os seus nomes e posicionamento: Palco Madeira (montagem de palcos e estruturas), a Kevents (organização e produção de eventos) e a Fábrica de Festas (agenciamento de artistas). «Pretendemos dar uma nova imagem ao grupo e conseguir a consolidação do posicionamento», explica Cristina Cardoso, administradora-executiva da SIRAM Eventos. O grupo tem como clientes principais os organismos públicos, câmaras municipais e empresas ligadas ao turismo. A facturação esperada para este ano é de 13 milhões de euros, quando o somatório dos últimos três anos chegou aos 29 milhões de euros. Para estes valores contribuem os trabalhos que desenvolve no Açores, Madeira e Cabo Verde. O ponto alto da SIRAM Eventos é, como explica Cristina Cardoso, a iluminação de Natal instalada na cidade e arredores do Funchal que, por si, garante as atenções dos emigrantes e turistas que se deslocam á ilha neste período. «Só o acender das luzes é um eventos», continua a responsável. Este ano foram instaladas 400 mil lâmpadas e 65 quilómetros de mangueiras luminosas.

Foi a área da iluminação que abriu portas á internacionalização da empresa que garante as iluminações da Cidade da Praia, em Cabo Verde. A nível nacional, a expansão passou pelas decorações das cidades de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, Açores. A SIRAM Eventos expandiu ainda a Fábrica de Festas e a Kevents para o arquipélago açoreano, apoiando principalmente as festas concelhias.

Segundo Cristina Cardoso, o grupo está também em fase de estudo para uma eventual entrada no mercado angolano. São estes dados que levam a responsável a afirmar que são «líderes dos mercados» onde actua. Esta reestruturação «permite mostrar melhor aquilo que fazemos, assim como mostrar as nossas inovações tecnológicas». A Full Zoom, por exemplo, disponibiliza meios á Medialuso para a transmissão dos jogos da Liga de Futebol realizados na Madeira para a Sport TV e TVI. A Art of Sound tem estado ligada aos principais concertos realizados na região, como os dos UB40, José Carreras ou Andrea Bocelli.

O que é a SIRAM?

A SIRAM Eventos — SGPS, SA é uma sub-holding do Grupo SIRAM — SGPS, SA e resulta da reorganização do grupo em função dos investimentos em áreas tão diferentes como o turismo, o sector imobiliário ou a saúde. Dessa nova organização nasceram seis sub-holdings, entre as quais, a de Eventos, que tem 159 colaboradores e é composta pela Luzosfera, Art of Sound, Fábrica de Festas, Palco Madeira, Kevents e Full Zoom A SIRAM Eventos — SGPS, SA é detida em 75% pelo Grupo SIRAM, representado por Sílvio Santos e em 25% por Luís Alberto Gouveia. O Grupo SIRAM, holding de capitais portugueses, foi fundado em 1987 e a sua sigla traduz a designação Sociedade de Iluminações da Região Autónoma da Madeira.

Deixe aqui o seu comentário