“GQ” desperta desejos

Por a 9 de Fevereiro de 2001

A revista “Gentlemen’s Quarterly” (“GQ”) prepara-se para entrar em força no mercado editorial e promete mudar os hábitos do homem português

O mercado editorial de revistas direccionadas para o homem parece estar em ebulição. Enquanto se aguarda pelo lançamento das revistas “Maxime” e “Man’s Health”, a “GQ” prepara-se para chegar ás bancas já no final deste mês.

O conceito, apesar de não ser inovador, promete ir ao encontro de um segmento de leitores até á data negligenciado pelas revistas existentes no mercado. «A “GQ” vai ser uma revista muitíssimo direccionada para o homem, mas de uma forma completamente diferente. Vamos dar ao homem português uma revista de estilos de vida e de lazer», salienta Carlos Furtado, director da “GQ” portuguesa. Aliás, esta publicação promete dar especial atenção á moda masculina, desporto, motores e… mulheres! Afinal, como faz questão de destacar Carlos Furtado, «a mulher tem um papel preponderante na vida de um homem e, por isso, nunca poderia ser esquecida». Uma qualidade editorial e gráfica de excelência, expressa numa tiragem inicial de 80 mil exemplares, são o cartão de apresentação da “GQ” portuguesa, á imagem do que acontece ao nível internacional. Apesar dos argumentos, Carlos Furtado está consciente das dificuldades: «A nossa principal batalha vai ser contra a falta de hábito do homem português!» Em jeito de desafio, Carlos Furtado deixa uma promessa: «Vamos despertar um desejo que o homem ainda não tinha sentido.» Ficamos á espera…

Deixe aqui o seu comentário