“Big Brother”, um caso sério de audiências

Por a 16 de Junho de 2000

O programa “Big Brother”, que a TVI estreia em Setembro, mexeu nas audiências dos países onde já foi transmitido. Os dados são da The Media Edge, que prevê para Portugal uma tendência semelhante

Em Setembro chega a Portugal o “Big Brother”, um reality-show que será emitido pela TVI e que promete dar muito que falar. A The Media Edge estudou as audiências do programa na Holanda, Alemanha e Espanha e concluiu que este alterou de modo significativo as audiências nestes três países. Em 1999, o “Big Brother” foi o programa mais visto na Holanda. Transmitido entre Setembro e Dezembro, numa primeira fase entre as 19:45 e as 20:30 e a partir de Outubro entre as 18:45 e as 19:30, no canal Verónica (parte do comercial Holland Media Group em conjunto com os canais RTL), o programa «começou a canibalizar totalmente uma telenovela de sucesso há muito estabelecida, “Good Times Bad Times”, (…) sendo que o share médio da faixa horária em que o “Big Brother” foi transmitido alterou-se significativamente». Na Alemanha, o programa surgiu «rodeado de muita controvérsia e críticas severas». Transmitido na RTL2, o reality-show «tem atraído muita discussão» e, inclusive, a estação recebeu «muitos pedidos para que o programa deixasse de ser transmitido». O presidente da Comissão de Emissões Televisivas alemã, continua a The Media Edge, classificou o “Big Brother” como «pouco ético, idiota e afirmou que violava a dignidade e os direitos dos participantes». Não obstante, foi um sucesso: era o programa mais visto do Top 5 da RTL2 e o primeiro esteve perto de ser o programa mais visto de 1999 neste canal, com 11,8% de share, face a 12,4% do filme “O Fugitivo” (adultos com mais de 14 anos). O perfil socio-demográfico aponta para indivíduos entre os 14 e os 29 anos e, ao contrário do que se verificou na Holanda, são os homens quem mais assiste ao “Big Brother”. No que respeita a share, a RTL2 subiu cerca de 11% na faixa etária 14/39 anos e 22% na faixa 14/29 anos. Em Espanha, onde recebeu a designação “Gran Hermano”, está a ser transmitido pela Tele 5, estação que aumentou o seu share. Em Março, antes da estreia, o share da Tele 5 era de 21,7%, contra 24,2% da TVE1 e 22,3% da Antena 3. Em Maio, durante a transmissão do “Gran Hermano”, a Tele 5 subiu o seu share para 26,3%, ficando á frente da TVE1 (23%) e da Antena 3 (20,2%). Face ao que aconteceu em outros países – e ao sucesso dos programas produzidos pela Endemol Entertainments para Portugal -, a The Media Edge prevê que o “Big Brother” venha a «mexer no panorama actual das audiências de televisão, nomeadamente na faixa horária onde se irá inserir».

Deixe aqui o seu comentário