“O Independente” não descansa

Por a 11 de Junho de 1999

Após a remodelação do semanário, é a vez do seu enriquecimento. Já em Julho sai a “On”, uma revista de música, e no fim do Verão a versão papel do programa infantil “Batatoon”

O semanário “O Independente” prepara-se agora para uma segunda fase de remodelação. Após a sua reestruturação, em meados do mês de Março, chegou a vez da aposta em novos produtos associados. Assim, e segundo Isaías Gomes Teixeira, administrador do semanário, em Julho será lançado o primeiro suplemento especial, a revista “On”. Trata-se de uma revista dedicada inteiramente á música, feita em parceria com a Rádio Comercial e a Rádio Cidade. Com uma estrutura inovadora, esta publicação terá duas capas, uma da responsabilidade da Rádio Cidade e outra da Rádio Comercial. As duas correspondem a conteúdos editoriais diferentes, que reflectem o tipo de perfil das estações. A revista surgirá na primeira semana de cada mês no semanário “O Independente”, com um CD com música das estações. Mas esta não é única nem a mais importante novidade de “O Independente”. Já a seguir ao Verão surgirá uma outra aposta, desta vez para os mais pequenos. Trata-se da revista “Batatoon”, inspirada no programa do mesmo nome na TVI. Desta vez, o suplemento sai todas as semanas com um conteúdo inédito encomendado a uma empresa especializada em comunicação pedagógica. Contos, bandas desenhadas e passatempos serão as apostas editoriais da “Batatoon”. A ideia consiste em repetir o sucesso do programa televisivo que, recorde-se, é líder de audiências naquele segmento. Com um investimento de cerca de 400 mil contos até ao final no ano nestes dois projectos, Isaías Gomes Teixeira explica que estas não serão, todavia, as únicas apostas do jornal “O Independente”. Já quanto ás vendas alcançadas após a remodelação do jornal, acrescenta que, embora o saldo seja positivo – um aumento superior a 50% -, esta é uma mudança que será feita faseadamente. Assim, só no final deste ano, e após o lançamento dos vários projectos, é que será possível aferir os resultados reais de toda a reestruturação. Resta saber se as novas apostas do semanário irão continuar a aproveitar as sinergias criadas no seio do grupo Media Capital e se será este o caminho seguido pelos grupos de comunicação social na potencialização dos conteúdos.

Deixe aqui o seu comentário