Cofina.com “engordou”

Por a 21 de Janeiro de 1999

Uma fusão e uma aquisição são as mais recentes investidas da Cofina.com para o seu alargamento

A Cofina.com continua a investir no crescimento da sua estrutura. As mais recentes operações nesse sentido passaram por uma fusão e uma aquisição nas áreas de tecnologias de informação e conteúdos. A aquisição consistiu na compra de 50% da Via Tecla, empresa responsável pelo motor de pesquisa Cusco. Em comunicado oficial, Paulo Fernandes, administrador executivo da Cofina.com, explica que, «ao usufruir de um dos motores de busca nacionais actualmente com mais potência, a Cofina passa a dispor de uma ferramenta essencial para o seu desenvolvimento numa área onde irá assumirá um papel preponderante». No mesmo comunicado, Paulo Seabra, director-geral da Via Tecla, afirma que «a aliança estratégica agora firmada com a Cofina visa consolidar o posicionamento da Via Tecla no mercado de desenvolvimento de soluções críticas em ambientes intranet/internet, assim como potenciar o motor de pesquisa Cusco». O Cusco torna-se assim no portal da Cofina.com. Numa primeira fase, a aposta assenta no melhoramento do site ao nível gráfico. Estão previstas também mudanças nos conteúdos do site e o alargamento dos seus serviços e informação. Entretanto, outra empresa detida a 50% pela Cofina.com, a Tinta Invisível, anunciou a sua fusão com a Árvore – Tecnologias de Informação, uma empresa que actua nas áreas de desenvolvimento de software e segurança de redes, entre outras. Contudo, apesar de esta operação ter sido anunciada como fusão, as empresas vão manter a sua identidade própria, criando uma parceria onde vão trabalhar cerca de 50 profissionais. Na lista de clientes da Árvore constam, entre outros, a BBV Midas, TMN, Telecel, Novis, CaixaGest, Câmara Municipal de Lisboa e Secil. No ano passado, a facturação daquela empresa foi superior a 150 mil contos.

Deixe aqui o seu comentário